I’ve been meaning to get back to writing but work got in the way. I started at the hospital again and can pretty much work as much as I want. What with that and getting two kids to and from daycare and trying to keep up with the TV shows we watch and the start of football season (I still get the Monday night game every week) I have had little to no time to write anything, let alone read stuff.

Eventually the schedule will smooth out and I can carve out some time to write stuff (right now I am writing this at 9:30 in the morning with the wife asleep and the kids (not) watching a video and playing around me). It also gets kind of daunting, what with me not having written anything substantial since before we went on vacation in June (and feeling like I should write something about that trip). I’ll get to it eventually.

Right now the only significant news is that I got a phone call last night from my dad telling me that my mom is in the hospital (they are divorced). Apparently a stroke (she is 58), though they are running tests. She was disoriented the night before and had a seizure when they got her to the hospital yesterday. She is on a ventilator and they are running CAT scans and such to see what is going on. Supposed to know more today. This isn’t totally unexpected, in an abstract sense. She is not really a healthy person, she smokes way to much and is basically a functional alcoholic (meaning, she spends her days at work sober and then drinks beer all evening, pretty much every evening). So I was kind of expecting something to happen eventually. Anyway, when I know more you will be the, well, tenth to know (pulled that number out of my ass). I will let you all know though.

Anyway, I have to pee and the natives are getting restless so I’ll stop here. My wife watches a show tonight that I don’t watch (some reality show about fat people from Norway, Sweden and Denmark). Maybe I’ll write more then.

Advertisements

One thought on “

  1. Zona sul MT hospital em cuiabá no prontuário um menino discrito como mulato, parto normal sem pai pra visitá outro cú que pra pagá pensão só com dna, filho da empregada do executivo, porco fritando filé mignon pros outros, zé arrotando ovo, filho do bebum em zigue zague no bar serrando pinga e ficha de bilhar, sem anti-concepcional plano e escolaridade eu fui o oitavo a fugir do controle de natalidade, sem olho azul distante do padrão da globo, não nasci pra ser um ator viado das oito, de agasalho adidas soltando as faixas, a pé no barro uma hora da classe pra casa,tudo indicava catador de ferro ouvindo do porteiro não rasga o lixo do prédio, até que numa tarde lá no barateiro, foi pro short meu herói de brinquedo, voltei pro morro assustado mas de nariz empinado, orgulhoso com os muleques me abraçando admirado, fui ri por um momento sem choro sem lenço, sem ouviu não tenho dinheiro pra essa buceta de brinquedo, com 9 vi quem implora não honra o próprio saco, que vitória é resgate pago e seqüestrado embalsamado, daa onde o tênis mais caro da vitrine consto a fita no dolero êxito no crime, aqualand, compra no porta mala, a brasília enferrujada fico rebaixada só que de, aventura só vive indiana jones, mansão assalto a banco, sempre vai na mão dos home, nasci pra ser estrela não pra ser medalha, no arrombado que por trafico dá o cu e a farda, na bunda do chevete um arsenal de polícia, seis mil na mini-uzi, dinheiro à vista, com 15 precisei de decisão na vida, comprei um quilo de farinha, tomei a biqueira de cimaum alemão de 12, três muleque de oitão, filmando o movimento da rua no portão, pus um capuz tipo hollywood, fui na sede, só faltou o oscar pra minha sexta-feira 13, truta tisoraram a fuga do tal alemão, morreu que nem puta gritando mãe no chão, chacina consumada, sem baixa sem revidea custodia da boca é nossa tem esfiha no habib’s, com truta comecei comandar de celular, fui pra piso de granito, moveis fui internar tudo certo menos a contabilidade do sócio subiu na 51, com rato mino copo. O comando foi seco na bolsa da nike, na cagoetagem três quilo de crack foi um cu que trampando pra mim compro um barraco outro dia a mãe passou mal eu socorri no meu carro, traição ingratidão vai, pro colo do diabo depois grita cada pingo de plástico queimado, em respeito ao pai crente sem emprego, banquei a porra do enterro. com senador me infiltrei na alta-sociedade, ascensão, revendas, apriensões do denarc dono de joalheria, deputado federal artista modelo do domingo legal todos queriam, meu veneno na corrente sanguínea em troca restaurante chique, bebida fina, chera esgoto atrás da champanhe francesa, no castelo de caras é podre a realeza no glamur do coquetel negócio firmado, droga pro empresário meu serviço de jato, as bailarina do programa, sempre afim de um programa, perna aberta na cama por 5 grama, lancei umas firma quente pra lavar o capital, no farejador no que é meu que não tem cheiro é o acerto com a federal,no copacabana palace, tipo mega star no rio o menino do morro já era uns dos donos do brasil. Bom tempo que eu não vejo minha mãe, minha família, pela merda da religião me abomina, um dos filho que eu assumi saiu de casa, quer ser o pai com ar15, lançador de granada, filhos de algumas das puta sem caráter sem moral que por crack chupava meu ***, de vez em quando a tonelada pra servi o pó na tevê, pro secretario de segurança se aparecê um preso pra ser resgatado disse pra sal em fal,pra sair pelo portão com o diretor dando tchau, dou risada de quem acredita na justiça, mais fácil camelo na agulha do que eu na delegacia sou traficante tocado pro tribunal que no foguete da nasa faz safári sideral, to na lista vip dos cassino clandestino, quer ser presidente traz a campanha que eu financio, sou poderoso chefão mais invisível como aço, igual o pastor da universal atrás do altar, o apresentador que te dá casa com mobília, o sertanejo de cd de platina, vai vê seu time tem meu logo na camiseta você compra no meu shopping, voa pela minha empresa, eu sou uma história de sucesso tipo aristóteles onassis só que subi uma escada de sangue pra primeira classe.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s